Pesquisar neste blogue

08 maio 2012

Onde e Como se candidatar ao Curso Superior em Portugal?

  Quando cheguei aqui, em abril de 2008, a ideia inicial era correr para me inscrever numa faculdade, mas não deu tempo porque tinha que correr atrás de muita documentação. Não conhecia nenhuma das faculdades e não tive informação de nenhuma. Sabia somente duas coisas: tinha que ser em Lisboa e ser pública. Sabia ao menos que as privadas costumavam cobrar no mínimo 300€ por mês e para uma recém-chegada, isso era inviável.



  As escolas "públicas" aqui, assim como no Brasil, são bastante valorizadas. Disse públicas entre aspas porque mesmo públicas, paga-se uma quantia que ronda os 1000€ anuais, que eles chamam de "propinas". (Realmente, uma cobrança dessas para algo que é "público" não poderia ter um nome melhor...).

  Duas informações que acho pertinentes para quem vai estudar aqui e que pretende depois ter o diploma reconhecido no Brasil:
1) Muitos cursos tem a duração de 3 anos por causa do Tratado de Bolonha. No Brasil não é aceito estes cursos de 3 anos. Então, se a intenção é voltar, tem que se fazer no mínimo 4 anos para constar no diploma, mesmo que no 4º ano seja feito somente uma única disciplina. Agora, se for feito um mestrado aqui logo após a licenciatura, então o Ministério da Educação brasileiro aceita todo o pacote (o curso de licenciatura de 3 anos e o mestrado de 2 anos).
2) O Brasil tem acordos de equivalência com Portugal mas apenas para as instituições que portem do título "Universidade", ou seja, se for feito um curso superior técnico, só valerá em Portugal e alguns países mais. No Brasil não aceitarão.

  Em Lisboa há três universidades públicas que levam boa fama: a Universidade de Lisboa (UL), a Universidade Nova de Lisboa (UNL) e a Universidade Técnica de Lisboa (UTL).

  A Universidade de Lisboa, foi formalmente criada em 1911 (mas existe desde 1290) é também chamada de "Universidade Clássica de Lisboa", justamente por ter tido um prêmio Nobel português, ser a mais antiga e ter tido ilustres alunos como Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Egas Moniz (Nobel de Fisiologia/ Medicina para o procedimento da lobotomia ), Francisco de Sá Carneiro (1º Ministro) entre muitos outros. (ver a lista aqui). Devo dizer que é nesta pela qual optei estudar Letras. Há muitos cursos disponíveis para quem tiver interesse, divididos por cinco áreas:

-Artes e Humanidades (Faculdade de Belas-Artes, Letras e unidades de investigação associados)
-Ciências da Saúde (Faculdade de Farmácia, Medicina, Medicina Dentária, Instituto de Medicina Molecular e unidades de investigação associadas)
-Ciências e Tecnologia (Faculdade de Ciências, Instituto Geofísico do Infante D. Luís, Observatório Astronómico de Lisboa e unidades de investigação associadas)
-Ciências Jurídicas e Económicas (Faculdade de Direito e unidades de investigação associadas)
-Ciências Sociais (Instituto de Ciências Sociais, de Educação, de Geografia e Ordenamento do Território, de Orientação Profissional, Centro de Estudos Geográficos e Faculdade de Psicologia).
-> Ocupa o 361º lugar no world rank das universidades de acordo com o Webometrics Ranking of World Universities.
Site

  A Universidade Nova de Lisboa, conhecida por "Nova" foi criada em 1973, então é de fato nova, comparado com a UL. Dessa não tenho muitas informações pelo fato de eu não estudar lá. Sei que o atual presidente aqui, Aníbal Cavaco Silva estudou lá. Não vou ficar divagando. Quem tiver interesse, só visitar o site e se informar.
-> Ocupa o 488º lugar no world rank.
Site

  Uma que tem tido grande crescimento e reconhecimento é a Universidade Técnica de Lisboa.
Atualmente esta universidade fundiu-se com a UL, dando ainda mais grandiosidade às duas universidades. Um famoso que estudou lá foi o técnico de futebol podre de rico José Mourinho.
-> Ocupa o 178º lugar no world rank.
Site

  Tem muitas outras universidades de grande nome e interesse que vou apenas listar por conhecer de nome e qualquer coisa mais.

A Universidade do Porto, que ocupa o 79º lugar no world rank das universidades de acordo com o Webometrics Ranking of World Universities.
Site

Universidade de Coimbra que ocupa o 260º lugar no ranking. (Passei por lá quando estive em Coimbra)
Site

Universidade do Minho, 263º lugar no ranking.
Site


Universidade de Aveiro, ocupando o 503º lugar do ranking.
Site

Universidade de Évora, 816º lugar no ranking. (Esta eu fui conhecer pessoalmente quando estive em Évora e achei-a linda. No fim do post).
Site

Universidade do Algarve, 985º lugar.
Site

Para ver a lista completa das Universidades de Portugal, clica AQUI.

Para ver a lista completa do Webometrics Ranking of World Universities, clica AQUI.

  Voltando ao tema, quem quer se matricular nas universidades tem três vias: entrando numa escola secundária (vulgo 2º grau no Brasil) e fazer o último ano (ou os que faltarem) e depois fazer o exame nacional onde, ao contrário do vestibular, pode-se escolher até 5 opções do tipo "se não der uma vai a próxima" da área e da faculdade que se pretende ou então pula-se a parte de ter que entrar numa escola para fazer algum nível do secundário e faz-se apenas o exame nacional. Vale lembrar que no secundário em Portugal os estudantes já podem direcionar qual curso pretendem seguir. Aqui não existe vestibular e a maioria já sai do secundário para entrar logo na universidade.

  Outra via que se tem para entrar nas unis é por um concurso para maiores de 23 anos e o processo chama-se assim mesmo: "Maiores de 23". Pulando a parte óbvia de que se tem que ter 23 anos ou mais, os exames tem época específica e vale consultar no site para ver qual é a de cada universidade. Normalmente são feito testes de conhecimento e, se passar, uma entrevista com o diretor do curso. Ambas as etapas valem nota.
  O "Ministério da Educação" de Portugal atende pelo nome de "Direcção Geral do Ensino Superior - DGES" e neste link tem todas as informações para o concurso "Maiores de 23".

  Outra dica importante é que se o 2º grau for concluído no Brasil, deve-se trazer o certificado de conclusão com as notas. Com isso, levar o quanto antes para uma escola que seja secundária para que seja feita a equivalência de pontos, porque aqui, ao contrário do Brasil que tem uma nota para cada ano e cada matéria, a nota no final do curso é global numa escala de 0-20. Obviamente para ser aprovado precisa-se de no mínimo a metade, ou seja, 10 pontos. O meu processo atrasou justamente por esta parte. Quando cheguei não sabia que se tinha que fazer a equivalência e andei desorientada por algum tempo. Levei meu certificado na Embaixada do Brasil para autenticação, mas acredito que isso não seja necessário. Depois a equivalência é feita em uma escola secundária da sua área de residência. Demorou cerca de 15 dias para a escola devolver o certificado com a nota global.

  Para começar a estudar em Portugal (por conta própria - como foi meu caso), precisei apresentar somente o passaporte como documento de identidade. Com o tempo e aquisição das residências fui fazendo as trocas necessárias. De qualquer forma, você pode começar e concluir o curso apenas com o passaporte. Para tentar se legalizar assim, já é outra história, porque além de ter que comprovar que você foi classificado na universidade, terá que provar que recebe ajuda financeira de fora do país e não poderá trabalhar quando (e se) te derem a residência de estudante.

Maiores informações de prazo: aqui

8 comentários:

  1. Anónimo9/5/12

    Valeu! boa informação para estudar em Portugal

    ResponderEliminar
  2. Anónimo2/11/12

    Muito obrigado!!! Me ajudou muito e me animou ainda mais!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada! É para isso que o blog serve!

      Cumps

      Eliminar
  3. Anónimo5/3/13

    muito boa suas dicas , eu gostaria muito de fazer meu curso superior na Europa , preferencialmente em Portugal ,
    se por um acaso puder me dar outras dicas , deois passo meu msn .
    Grato

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que tipo de dicas mais gostaria de ter?

      Eliminar
  4. Ola, boa tarde.
    Meu marido e eu decidimos fazer a licenciatura em Portugal, mas nao entendi uma coisa.
    eu preciso esta la para fazer a prova de acesso, mas pra tirar o visto de estudante tenho q ter um documento da facul. dizendo q fui aceita.
    tem como vc me explicar como tirar o visto de estudante? como ser aceita? e td mais. obrigada desde ja.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21/10/14

    Excelente! Gostaria, se possível, saber qual a melhor data para se dar início aos procedimentos e se preciso de visto de estudante, considerando que o interessado é meu neto e pretendemos mudar para lá, objetivando aproveitar a nossa aposentadoria e dar ao rapaz suporte social e financeiro

    ResponderEliminar