Pesquisar neste blogue

24 abril 2011

O que vi em Dublin? (Parte I)

Cidade linda, que não dorme nunca! Terra de escritores consagrados como James Joyce, Oscar Wilde, John Boyne, Bram Stoker(...) e músicos como U2, Westlife (ainda existe?), Boyzone, Sinead O'Connor(...).

De Lisboa para Dublin, há uma codeshare/lowcost que voa direto que é a Aer Lingus (http://www.aerlingus.com/) e na altura que comprei a passagem, era a que tinha mais vantagem tempo/custo. Na Aer Lingus, pode-se levar 1 mala de mão de até 10kg. Mesmo no check-in ou na própria fila para entrar no avião, a qualquer momento eles simplesmente podem pedir para que coloque a bagagem dentro de um compartimento próprio para medir o tamanho da mala, que não pode exceder 40x20x55 (incluindo rodinhas e puxadores). Caso ultrapasse, simplesmente terá que pagar 15€. Como iria ficar 6 dias entre Irlanda e Inglaterra, ainda levei uma mala adicional que custou 15€ e poderia carregar mais 20kg.

Como não achei da Aer Lingus, vai da Easyjet mesmo que é a mesma coisa. A outra só é verde..

Ao chegar ao aeroporto de Dublin, que fica a cerca de 10km do centro, há diversos ônibus que vão para diversas partes da cidade. Peguei em frente ao aeroporto um que custou 8€ só de ida (ida e volta saía a 14€), Inicialmente iria ficar Dun Laoghaire (diz-se "Dan Liri"), em um hostel chamado Marina House (que eu não aconselho, embora seja barato) e depois iria para o centro de Dublin, o que não compensava comprar ida e volta do bus. O lugar em si é maravilhoso! Mesmo de frente pro mar e próximo ao porto que sai o ferry que vai para França e Inglaterra.


Lá duas línguas são oficiais: o gaélico e o inglês. A maioria das placas aparecem as duas formas. O trem liga Dun Laoghaire até o centro de Dublin. Cerca de 20 minutos e a passagem é cerca de 2,50€.



O que se vê nessa parte?

Parte do píer, que foi atingido por uma bomba alemã durante a 2ª Guerra Mundial:













Vista do porto:






Mariners' Church:













Christ the King Monument:



Victoria Fountain (em homenagem à visita da Rainha Victoria):





Blackrock Park:
















Carnegie Library, construído em 1912:

E, como não poderia deixar de ser, passear pelas ruas que são lindíssimas:




















Ver também:
O que vi em Dublin? (Parte II)
O que vi em Dublin? (Parte III)
O que vi em Dublin? (Parte IV)

4 comentários:

  1. The Cranberries, The Corrs, Celtic Woman, Clannad, Thin Lizzy, Bob Geldof... E tu vais mencionar Boyzone??

    Sempre tive um interesse grande pela Irlanda. Obrigada por compartilhares fotos e informações.

    Apesar de alguns períodos mais agitados, sempre que olho uma foto da Irlanda isso me transmite calma, mas ao mesmo tempo alegria, isto é, com todo o gosto pela música (e artes em general) atribuido a esse país e às suas gentes.

    Brevemente serei eu a andar por essas ruas e lugares, espero. E agora já sei que terei que levar economias extra para pegar determinados meios de transporte (fala sério. OITO EUROS??).

    \o.

    ResponderEliminar
  2. Concordo, mas The Cranberries, The Cors e cia não são originalmente de Dublin. Porisso não mencionei..
    De nada, como vês, esta foi a parte 1.. ainda há mais por vir!

    .o.

    ResponderEliminar
  3. Conheci teu blog em Dezembro de 2011, quando pesquisava a respeito da mudança da CNH brasileira para carta de condução portuguesa. Na época, fazia dois anos que havia tirado a minha dupla cidadania portuguesa e somente queria me informar, para futuramente imigrar. Hoje, um pouco mais de 4 anos depois de descobrir teu blog, ca estou eu, mas hoje para matar a saudades da Irlanda. Cidade que vive boa parte do ano passado. Cidade que odiei e cidade que amei. Cidade de ótimas lembranças e outras nem tão boas assim. Voltei ao Brasil por amor, dentro de 21 dias irei casar e depois nos mudaremos para Irlanda. Espero que ela goste e se adapte logo a cidade, ela tem pavor do inglês. Caso ela não goste, meu plano B é Portugal e novamente recorro aos seus textos gostosos de ler para me informar. Fiquei feliz de ver um post de 2015 e espero que vejo outros neste 2016.

    Até logo, DG.
    Espero ler teus textos em breve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paulo! Vc não sabe o quanto foi gratificante para mim ler essa mensagem! Normalmente as pessoas caem no blog de paraquedas (a procura de respostas como a troca da CNH) e fico bastante feliz em saber que muitas voltam! De fato essa "pequena grande" pausa dos posts deu a impressão de que eu já não escrevia mais nada, mas o blog nunca ficou abandonado. Nesse tempo só vim para responder as questões do pessoal (que a grande maioria é sempre a mesma, mas o povo tem preguiça de ler). Enfim, desejo-te a maior felicidade do mundo e que seu casamento seja feliz! Boa sorte na Irlanda (e mais ainda se for em Portugal) ;) Muito obrigada pelo carinho!
      Até breve!

      Eliminar